sexta-feira, 26 de março de 2010

De braços abertos

Eu aceito Todo o Teu drama
Tua comédia e Tua aventura.
Pra fazer Tremer e minha cama,
Tua lucidez e loucura.
Eu Te aceito devagar
Ou depressa como avião a jato.
Eu aceito a Tua fama
E o Teu anonimato.
Te aceito do jeito que for
Se for em nome de um grande amor.
Eu Te aceito de braços abertos,
Com um largo sorriso Te aceito
Para sentir Teu corpo suado
E Teu coração batendo em meu peito.
Hoje eu quero que você se derrame,
Se espalhe toda por cima de mim
Te quero rainha, santa ou prostituta
Ou do jeito que você quiser.
Vem, que eu Te quero nua...
Vem, que eu Te quero Mulher!

16 comentários:

  1. Ui ui ui.... caliente
    Cheio de desejo o texto
    Muito bom...
    Mas eu também vi um traço sutil de quem está ali para literalmente amar: aceitando as diferenças, sabendo ceder, respeitar...

    "Te aceito do jeito que for
    Se for em nome de um grande amor."

    Show!

    =)

    ResponderExcluir
  2. Lindo texto, feito de amor e desejo.

    Beijinhos
    Sonhadora

    ResponderExcluir
  3. Hm! Bom ver o amigo Alcides de volta, e mostrando que não perdeu a forma.
    Ficou mesmo muito bom o poema, mas deu saudades de ler as brincadeiras entre o Vampiro e a Wicca. Nossa doce amiga faz falta por aqui...

    ResponderExcluir
  4. Quem ama com paixao aceita tudo com alma despudorada pois só assim ha satisfaçao de ambos desejos!

    De braços abertos,venho lhe trazer meu abraço apertado,deixando gravado nas entrelinhas todos os elogios ainda nao ditos!

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Leticia,

    Que bom sua presença por aqui, volte sempre que quiser!

    Beijos!
    Alcides

    ResponderExcluir
  6. Angel in the dark,

    Gostei de sua visita. Obrigado!

    Beijos!
    Alcides

    ResponderExcluir
  7. Tatha!

    Garota observadora!!

    Os versos foram escritos para serem mesmo sutis, assim como os tês, sempre maiúsculos.

    Beijos!
    Alcides

    ResponderExcluir
  8. Sonhadora,

    Feito de amor, desejo e paixão. Ela merece!

    Beijos!
    Alcides

    ResponderExcluir
  9. Obrigado Pensador!

    A Wicca faz falta mesmo por aqui, mas por tudo que já tenho lido dela, o Vampiro não perde por esperar.

    Um abraço!
    Alcides

    ResponderExcluir
  10. Lu,

    De braços abertos aceito seu abraço e as palavras nas entrelinhas.

    Beijos!
    Alcides

    ResponderExcluir
  11. Alcides,

    Que bom ter voce novamente...um grande beijo!!Belissimo poema e postagem!!

    Tenha um ótimo Domingo!!!

    Reggina Moon

    ResponderExcluir
  12. Reggina,

    Obrigado pela visita.

    Um grande beijo!
    Alcides

    ResponderExcluir
  13. Mergulhei no sentido das tuas palavras
    Observei teu desenhar em letras
    Entre vírgulas e pontos,
    Soltei nas asas da imaginação
    Ao estremecer do toque do meu coração
    Dispo teu corpo de poesia
    Me vestindo em ti,
    Envolves-me em teu leito de paixão
    Contorces palavras doces, palavras calmas
    Da qual me vestem a alma,
    Dos sopros, dos sussurros,dos lamentos,
    Dos gemidos que em clausura
    De ti tentam escapar, entre os dedos da tua mão
    Em cada palavra libertas o grito,
    De um recomeçar novo em cada poema
    Em teu leito, eu por fim louca me deito contigo
    Tapados com a luxúria da tua poesia
    E em extrase, de uma forma tão profunda, tão intensa
    Embriagada em teu perfume de magia
    Eu wicca faço amor contigo,


    Meu garoto lindo, que saudades de vir fazer amor com tuas palavras, me deitar na tua cama de poesia e dar asas ao prazer da imaginação
    Deixar meus dedos ir ao encontro das mágicas palavras, e completamente nua me embriagar em ti, como droga que nas veias corre,se torna vicio do muito que se torna pouco, em momentos de imaginação.
    Mil e dois beijos com saudades
    Wicca -Rachel

    ResponderExcluir
  14. Wicca,

    Eu tava triste
    Tristinho!
    Mais sem graça
    Que a top-model magrela
    Na passarela
    Eu tava só
    Sozinho!
    Mais solitário
    Que um paulistano
    Que um canastrão
    Na hora que cai o pano
    Tava mais bobo
    Que banda de rock
    Que um palhaço
    Do circo Vostok...

    Mas ontem
    Eu recebi um Telegrama
    Era você de Aracaju
    Ou do Alabama
    Dizendo:
    Nêgo sinta-se feliz
    Porque no mundo
    Tem alguém que diz:
    Que muito te ama!
    Que tanto te ama!
    Que muito muito te ama,
    que tanto te ama!...

    Por isso hoje eu acordei
    Com uma vontade danada
    De mandar flores ao delegado
    De bater na porta do vizinho
    E desejar bom dia
    De beijar o português
    Da padaria...

    Mama! Oh Mama! Oh Mama!
    Quero ser seu!
    Quero ser seu!
    Quero ser seu!
    Quero ser seu papa!...

    Com esta música do Zeca Baleiro quero externar a minha felicidade em ter você de volta!

    Beijos!
    O Vampiro

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...