sexta-feira, 29 de abril de 2011

Lua barroca


Eu te via nascer no sertão
Linda bola de névoa e gás.
Brincava com você todas as noites
Entre o breu e os vagalumes
Na inocência dos meus quintais.
Hoje te possuo em meus sonhos,
Entre prédios, desejo e silêncio,
Em meus pecados, nas capitais.
Eu te vejo, lua branca,
Lutar contra teus dragões
Com meu cavalo e minha espada
Saio então ao teu socorro
Para te deixar imaculada
Luto, sangro, mas não morro.
Sou assim, santo, profano
Que não vive nem comunga
Os desejos do teu coração
E que passa noites insones
No teu altar em oblação.
Já não sei se sou eu o insano
Ou se és tu lua a louca
Branca hóstia pequena, morena
Que não cabe em minha boca.


18 comentários:

  1. oi Alcides,

    linda personagem nas estórias de amor:
    a lua,
    trás sempre um ar romântico e misterioso,
    não há dúvida relação especial entre a lua e o nosso amor...

    beijinhos

    ResponderExcluir
  2. Olá!!!
    Lua... Bela e encantadora em seus mistérios! Sempre seremos fascinados por ela!A lua dos enamorados...

    Abraço, Alcides!!!

    ResponderExcluir
  3. Rô,

    "Tendo a lua
    Aquela gravidade
    Aonde o homem flutua
    Merecia a visita
    Não de militares,
    Mas de bailarinos
    E de você e eu." (Paralamas)

    Beijos!
    Alcides

    ResponderExcluir
  4. Nell,

    Acrescento mais um adjetivo, entre outros, ao seu comentário sobre a Lua: Bela, encantadora e atraente.

    Beijos!
    Alcides

    ResponderExcluir
  5. Olá Alcides!
    Ai ai , no momento estou me contendo nesse comentário, pois sou muito fiel aos sentimentos que batem em meu peito e olha eu sou muito sensível a palavras,mas a musica confesso ser meu fraco!
    Viajo literalmente e vivo cada sonho em meus pensamentos!
    Confesso que você talvez sem querer acertou em cheio na postagem e no vídeo!
    Amo de paixão essa canção!
    Resolvi falar de mim nesse comentário porque com com certeza escrever de forma ilimitada e talvez não soaria bem, rs esqueço de olhar para lados quando inspirada
    beijos
    ALINE

    ResponderExcluir
  6. Aline,

    Decidi mudar o vídeo, porque pensei que só aquele estivesse disponível, mas a qualidade do áudio não é muito boa. Além disso, eu queria a música na versão original.

    Não sei porque, mas quando ouço esta música, imediatamente me transporto para um clima noturno. Nada a ver com o abismo rs.

    Esta música é uma de minhas favoritas por tudo que a Lua representa para mim.

    Um beijo!
    Alcides

    ResponderExcluir
  7. Alcides bom dia!
    Amigo ,vou discordar com você a respeito do seu Abismo!
    Eu acho que ele tem tudo que a Lua nos proporciona e não vou descrever aqui porque você é o Autor e sabes bem!
    Existem sentimentos que nos invade o peito , quando ouvimos certas canções, isso sempre acontece comigo também!
    Bom fim de semana pra você e família.
    Beijo
    Aline.

    ResponderExcluir
  8. Pow Muito show ...
    espero que continue assim
    Cada vez melhor...


    Bjus !

    vai lá no meu blogger em te espero!!!

    http://programaqualquerlugar.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  9. Aline,

    Seu comentário me fez lembrar da música Certas Canções,:

    "Certas canções que ouço
    Cabem tão dentro de mim
    Que perguntar carece
    Como não fui eu que fiz?

    Certa emoção me alcança
    Corta-me a alma sem dor
    Certas canções me chegam
    Como se fosse o amor"

    Beijos!
    Alcides

    ResponderExcluir
  10. Obrigado Mah, muito obrigado!

    Beijos!
    Alcides

    ResponderExcluir
  11. esta dúvida entre pureza e insanidade me fascina!

    Obrigada por tuas doces palavras lá em meu OLHAR, AL!

    beijos no coração!

    Bia

    ResponderExcluir
  12. Alcides,meu amigo!

    Linda sua poesia!Me fez lembrar de um trechinho de uma antiga cançao de minha autoria:
    "Ah!Lua branca minha
    Que ilumina os meus sonhos
    Minha fiel companhia
    Das horas que mais gosto
    As noturnas e insones..."

    Nossa,quanto tempo!Sempre tenho doces lembranças aqui!Curto muito isso!

    A musica é linda!

    Boa noite com sua lua!

    Um beijo!

    ResponderExcluir
  13. Bia,

    Você não precisa agradecer... eu é que agradeço as coisas boas que vejo por lá!

    Beijos!
    Alcides

    ResponderExcluir
  14. Lu Maravilha,

    Esse é o poder das palavras. Obrigado por emprestar um pedacinho da sua música para enfeitar isso aqui.

    A música é maravilhosa.

    Nesse momento minha Lua dorme no sofá aqui do meu lado... Linda!

    Beijos Lu!
    Alcides

    ResponderExcluir
  15. Linda poesia...Linda lua sempre encantadora a embalar os sonhos!!

    bjinhus belo poeta...

    ResponderExcluir
  16. Diana,

    Obrigado pelas suas palavras.

    Linda a lua. Hoje está frio, mas eu sei que ela está lá.

    Beijos!
    Alcides

    ResponderExcluir
  17. O que seria dos poetas se não fosse a lua, não é?
    Sempre ali, longe/perto, a iluminar nossos sonhos, nossos versos, devaneios e amores...
    Uma bela homenagem, Alcides. E merecida.
    Abraços!

    ResponderExcluir
  18. Amigo Pensador,

    A lua tem um poder fascinante sobre a gente que escrve.

    Um abraço!
    Alcides

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...