quinta-feira, 7 de junho de 2018

Passou











Quando tudo entre nós for saudade
Terei amadurecido o bastante
Para entender que nada é para sempre.

Terei amadurecido para entender
Que não fará nenhum sentido
Dizer que foi bom enquanto durou.

Então vou preferir o silêncio
E se alguém perguntar por você
Eu responderei secamente:
Passou!

(Alcides Vieira)

4 comentários:

  1. Ora, ora moço poeta, venho dar uma caminhada por essas bandas para respirar o ar dessa bonita blogosfera e olha só quem terminou de postar! Mesmo que os versos não estivessem tão frescos, releria com o maior prazer, como sempre. Mas vejo que o ar continua poético e refrescante por aqui. Maravilha!

    Bonitos versos e cheios de sabedoria! Parabéns companheiro!
    Bom te ler de novo. Sempre...

    Vou ali fazer umas visitas mas volto. Espero que sem teias nas asas. rs

    Um beijo!


    ResponderExcluir
  2. Companheira Lu Maravilha!!!

    Li seu comentário às 5 e meia da manhã, mas o androide me impediu de retornar , ficou inventando um monte de atalhos que na verdade eram caminhos tortuosos, então voltei agora para o velho PC. Muito bom saber de você! Aos poucos eu também vou tirando as teias de aranha daqui. É sempre um prazer te receber, volte sempre que quiser.

    Beijo meu!
    Alcides

    ResponderExcluir
  3. Quando tudo passar, levanta-se a cabeça e segue-se rumo á felicidade...
    Que bom ler-te...
    Beijo de...
    Saudade

    ResponderExcluir
  4. Adorei estar aqui , tudo lindo e encantador...
    Espero sua visita em meu blog também.


    Beijos
    Ani

    https://cristalssp.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...