quarta-feira, 25 de janeiro de 2017

Os peixes não multiplicam












Queria olhar os lírios do campo
E perguntar: se não tecem nem fiam,
Por que o maná lhes confiam?
Mas estando eu em meu barco
O que tem o mar a me dizer
Às três horas da manhã?
A lua cheia me vira as costas
E vai se dar ao poeta.
As estrelas nada me explicam.
Lanço a rede em águas profundas
Mas os peixes não multiplicam. 

                                           (Alcides Vieira)

2 comentários:

  1. Visitando esse espaço maravilhoso,e deixando um forte abraço amigo poeta!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pela visita, amigo Lucio. Volte quando quiser, aqui as portas estão sempre abertas.

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...